Palestra de Júlio Groppa Aquino.

As novas formas de organização familiar nos estratos urbanos médios (agora múltiplas, heterogêneas e voláteis) parecem não ter encontrado uma contrapartida factível no que se refere aos modos de se relacionar com os mais novos. Assediada por um sem-número de palavras de ordem extravagantes, a famí­lia contemporânea encontrará, não raras vezes, uma espécie de colapso ético materializado, por um lado, num acúmulo de intenções impraticáveis e, por outro, na abdicação paulatina do gesto educativo cotidiano.

Post relacionado: Família e educação na sociedade de consumo

Comments are closed