Poder, imanência e luto originário: o que o momento do viviente deve a Foucault, Deleuze e Derrida – Frédéric Worms

http://www.cpflcultura.com.br/sites/default/files/videos/DR2/frédéricworms.flv

Palestra com Poder, imanência e luto originário: o que o momento do viviente deve a Foucault, Deleuze e Derrida, com Frédéric Worms.

O atual momento filosófico é o momento do vivente, ou seja, hoje o problema da vida não é mais um problema local, mas um problema global que atravessa todos os outros. No entanto, pode-se interpretar a vida de duas maneiras: como um fato objetivo e neutro ou como uma série de tensões irredutíveis. Para nela reencontrar essas tensões indispensáveis, é imprescindível um retorno diferenciado aos pensadores que, no momento precedente, as compreenderam de maneira tão profunda. Vida e poder, vida e diferença, vida e morte: essas são as tensões que devemos a Foucault, Deleuze e Derrida.

Relacionado: Pensamento rebelde e loucura

By | 2012-05-07T18:58:15+00:00 janeiro 13th, 2009|Vídeos|0 Comments