A organização da família e a experiência da infância passam por transformações profundas nos dias atuais. Estruturas familiares inéditas emergem numa sociedade que hiperestimula a infância, celebra a autonomia e não admite a velhice. São tempos de mães libertas, pais fraternos e inseguros, filhos críticos. O que é, para onde vai, a família nuclear contemporânea, centro de um mundo tão descentrado como o nosso?

Evento do módulo Efeitos psicológicos da crise.

No responses yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *