O pessimismo prometido por Luiz Felipe Pondé foi deixado de lado em seu módulo já na segunda palestra. O sociólogo Marcelo Coelho já abriu a noite de sexta-feira, dia 19 de junho, dando o recado: eu sou um otimista.

O tema abordado pelo palestrante foi a “Utopia da liberdade e da juventude: crise e superação da liberdade perfeita num corpo eternamente jovem“. Na opinião de Coelho, o simples ato de escovar o dente tem a mesma finalidade do uso de botox.

Comentários como esses provocaram não só o público em Campinas como também os internautas que assistiram à palestra em nosso site. A discussão online foi intensa, e rendeu boas perguntas no final da apresentação. Uma das participantes propôs de forma bem humorada uma volta aos padrões de beleza renascentistas ao invés da adesão às academias de ginástica, uma vez que ela se acha branca demais e acima do peso.

Apesar do todo tom otimista prometido, Marcelo Coelho encerrou o encontro de uma forma lacônica e que caberia muito bem na apresentação de Pondé no início do módulo. Ao ser questionado para resumir para onde caminhamos com essa rotina de retardar nosso envelhecimento, o sociólogo disse: para a morte.

No responses yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *