Mito, filosofia e história exprimem o espírito humano e são constituintes da cultura. A deformação do mito implica mistificação. A sobrevivência do mito na modernidade demonstra a força perene do simbólico como forma de conhecimento que sobrevive às crises por sua universalidade concreta e sua capacidade de atribuir sentido pleno à vida.

One response

  1. Ulisses

    por Fernando Pessoa
    Poema publicado em Mensagem

    O mito é o nada que é tudo.

    O mesmo sol que abre os céus
    É um mito brilhante e mudo –
    O corpo morto de Deus,
    Vivo e desnudo.
    Este, que aqui aportou,
    Foi por não ser existindo.
    Sem existir nos bastou.
    Por não ter vindo foi vindo

    E nos criou.
    Assim a lenda se escorre
    A entrar na realidade.

    E a fecundá-la decorre.
    Embaixo, a vida, metade
    De nada, morre.

    ***
    Bela demonstração
    reinventada qual fármaco
    – de sermos algo além.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *