A função paterna é a instância fundamental na constituição de cada um de nós. A importância da paternidade, considerada em sua perspectiva simbólica, se evidencia quando ela é ausente ou fragilizada, pois determina quadros clínicos graves como as psicoses. Para além desta posição central na formação de cada sujeito, o lugar do pai é decisivo na elaboração dos gêneros na sociedade.

O psicanalista Paulo Schiller discute os efeitos e as conseqüências, para a mulher, do lugar ocupado pela figura do pai na contemporaneidade.

No responses yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *