Trata-se de mostrar a influência de Nietzsche no pensamento e cultura brasileira. Da Filosofia à Psicanálise, da Educação às artes, o pensamento do filósofo alemão influenciou gerações, em diferentes segmentos sociais, tocando de modo explícito a juventude brasileira, de ontem e de hoje, o universo da música, da dança, do teatro, da literatura e, de modo contundente, a Filosofia, a Psicanálise e a Educação. De fato, são três superegos: Marx, Freud e Nietzsche que marcam em geral nossa cultura, suas diferenças e peculiaridades. Eis por que somos instigados a falar de culturas brasileiras, sempre no plural, sempre antropofágicas, inventivas, criadoras de novos possíveis e múltiplas maneiras de lidar com a questão do profano, do sagrado.

Imagem de Amostra do You Tube

No responses yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *